O crente pode ser cremado?


Recebi um e-mail de um rapaz com dúvidas a respeito da cremação. A pessoa disse ter procurado alguns pastores que disseram ser proibido aos crentes, por ser uma prática pagã e porque compromete a ressurreição. 

Deixo aqui a perspectiva bíblica sobre o assunto.

Existem diversas leis cerimoniais do Antigo Testamento no tocante a cadáveres (Lv 21; Nm 19), mas não há qualquer instrução sobre o que fazer com eles. Também, não encontramos nenhuma permissão ou proibição biblicamente clara sobre a prática da cremação do corpo no Novo Testamento. Por isso, precisamos ter cuidado para não condenarmos aquilo que a Bíblia não condena. 

Apesar da Bíblia relatar alguns casos de cremação, como o caso de Saul e seus filhos, que tiveram seus corpos queimados e sepultados em seguida (1 Sm 31:8-12; 2 Sm 21:12-14), e o caso de Acã e sua família (Js 7:24-25), a Bíblia não os apresenta como normas, mas como relatos. A palavra "cremação" não existe na Bíblia, mas como ela significa "incinerar", de acordo com os Dicionários, esse significado pode ser aplicado aos casos mencionados. Contudo, não podemos estabelecer uma doutrina a partir desses contextos, pois falharíamos hermeneuticamente.

O que notamos na Bíblia, em geral, tanto no Antigo quanto no Novo Testamento, é que o sepultamento do corpo sempre foi uma prática padrão, e não a cremação. A exemplo disso, temos como referência no Antigo Testamento Moisés que fora sepultado por Deus num vale, na terra de Moabe (Dt 34:7); e no Novo Testamento Jesus, que após a sua morte fora sepultado no sepulcro de José (Mt 27:59-60).

Meu posicionamento pode não fazer parte do senso cristão comum, no entanto, penso que essa é uma orientação cultural e não uma norma bíblica, e que nenhum desses métodos de dispensa do corpo, sepultamento ou cremação, alterará a promessa da ressurreição (1 Co 15:50-58).

Sinceramente, são biblicamente incoerentes as razões apresentadas para proibir a cremação: 

(1) Porque a promessa da ressurreição não depende daquilo que fazemos com o corpo, mas do fato de Cristo ter sido ressuscitado, "sendo ELE as primícias dos que dormem" (1 Co 15:12-23); 

(2) Porque o sepultamento também é um costume originalmente pagão, sem diferença neste aspecto com a cremação. Ambos não livram o corpo da decomposição, não sendo isso qualquer dificuldade ou impedimento para Deus soberanamente cumprir a sua promessa;

(3) Porque as justificativas apresentadas foram mais relacionadas a opiniões pessoais, de natureza especulativa, que à argumentações bíblicas.

Por isso, sempre digo: necessitamos mais de Bíblia do que de especulações da mente para encontrarmos respostas de Deus às questões da vida.

Espero ter contribuído.
Com amor,

Ericson Martins
contato@brmail.info



0 comentários:

Vídeos

Loading...