Coragem, pois, e sê homem!


[parte do estudo para grupo de discipulado de casais]

"Aproximando-se os dias da morte de Davi, deu ele ordens a Salomão, seu filho, dizendo: Eu vou pelo caminho de todos os mortais. Coragem, pois, e sê homem! Guarda os preceitos do Senhor, teu Deus, para andares nos seus caminhos, para guardares os seus estatutos, e os seus mandamentos, e os seus juízos, e os seus testemunhos, como está escrito na Lei de Moisés, para que prosperes em tudo quanto fizeres e por onde quer que fores; para que o Senhor confirme a palavra que falou de mim, dizendo: Se teus filhos guardarem o seu caminho, para andarem perante a minha face fielmente, de todo o seu coração e de toda a sua alma, e nunca te faltará sucessor ao trono de Israel" - 1 Reis 2:2

Esse tempo de relativismo filosófico criou uma cultura propícia para que cada indivíduo explore sua individualidade, liberdade para interpretar o mundo em sua volta e viver de acordo com seus próprios critérios. Nela, princípios universais e padrões normativos para uma sociedade organizada, se tornam cada vez mais enfraquecidos. Justamente por essa razão, a definição de quem somos se distancia de valores que sempre ofereceram segurança e direção ao homem. 

As atuais referências, egoístas e relativas, contra tradições e conservadorismo religioso, criam alternativas de reinterpretação a respeito de si mesmo, pelas quais a identidade de gênero pode ser alternada; a violência sexual cresce; as relações conjugais são perturbadas pela injustiça e divórcios, quando as responsabilidades pessoais se tornam confusas e até abandonadas. 

Num ambiente como esse afirmar a verdade bíblica, muitas vezes, é visto como uma afirmação arrogante, discriminatória e de invasão à privacidade alheia. Entretanto, para a Igreja, existe um fundamento bíblico, e ele tem autoridade final para normatizar, tanto as crenças quanto a conduta de cada cristão verdadeiro. A Palavra de Deus, portanto, é a resposta que tanto necessita para restaurar seus conceitos e família, já prejudicadas pela influência do pecado que se encontra e o pressiona, inclusive, pela sociedade e meios de comunicação. 

Ericson Martins

0 comentários:

Vídeos

Loading...