A Igreja na Missão de Deus


“E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado. Estes sinais hão de acompanhar aqueles que crêem: em menu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas; pegarão em serpentes; e, se alguma coisa mortífera beberem, não lhes fará mal; se impuserem as mãos sobre os enfermos, eles ficarão curados. De fato, o Senhor Jesus, depois de lhes ter falado, foi recebido no céu e assentou-se à destra de Deus. E eles, tendo partido, pregaram em toda parte, cooperando com eles o Senhor e confirmando a palavra por meio de sinais, que se seguiam” - Marcos 16:15-20

A evangelização do mundo, como sabemos, não é uma opção entre tantas que existem, tampouco um departamento da Igreja. Quando tratamos este tema tratamos da base teológica, a respeito da qual podemos afirmar que é o dever de todo cristão verdadeiro, acima de qualquer opção na vida ou departamento na estrutura organizada de uma igreja local. Esta tarefa não pertence somente àqueles que foram designados por dons e reconhecidos através de cargos oficiais da Igreja, mas especialmente, no que se refere à função, a todos que receberam a dádiva da salvação, tornando-se testemunhas pessoais do poder do Evangelho de Jesus Cristo!

Um das maiores necessidades da Igreja atual é de pessoas comprometidas com a missão de Deus, além da estéril consciência deste dever.

Nos últimos momentos do Seu ministério terreno, Jesus concentrou esforços na intimidade com os discípulos e os instruiu, mais intensamente em face dos sofrimentos que se aproximavam, para definir a tarefa de testemunharem a todo o mundo o plano divino da salvação a todo o que cresse. Também, deveriam orientar os novos crentes para viverem obedientemente a Deus. Esta missão era a Sua missão através deles, como ainda é através da Igreja edificada em Seu nome!  

Todos que aceitam publicamente a Jesus Cristo como Salvador se torna testemunha das boas-notícias da salvação. Esta é a vocação universal dos crentes verdadeiros, onde estão e para onde Deus os enviar.

O que nos resta em face de tão clara verdade bíblica é a obediência.

Aproveitemos todas as oportunidades em nossa volta e em todos os nossos dias, como luzeiros no mundo que se encontra em meio às trevas da ignorância e rebelião a Deus. Pois onde o Evangelho é anunciando há esperança de salvação!

Com amor.

Ericson Martins

0 comentários:

Vídeos

Loading...