A alegria em missões


A obra missionária envolve, invariavelmente, uma tensão externa, de natureza espiritual, entre os interesses do reino de Deus e a atuação demoníaca presente no mundo. Mas também, envolve uma tensão, de natureza pecaminosa, no coração da Igreja militante, que sutilmente tem o poder de induzi-la à intransigência institucional, excessivo apego às tradições humanas, orgulho, obstinação pela prosperidade terrena, etc, quando a sua motivação missionária é baseada no esforço humano.

Esta passagem bíblica (Lc 10:17-20) nos ensina que a fonte de autoridade para as conquistas da Igreja militante no mundo é Cristo, e nunca a sua própria suficiência. Também, que a verdadeira alegria da missão de pregar o Evangelho é proveniente daquilo que Deus já fez por ela, redimindo-a da eterna condenação.

Aprendemos que a salvação produz alegria, a qual afeta as nossas disposições mais profundas, guiando-nos ao serviço obediente de anunciar o reino de Deus, mesmo quando essa missão exige abnegações pessoais. Também, que os propósitos de Deus sempre prevalecem, porque ele é soberano.

Ouça essa mensagem (32min).



Com amor,
Ericson Martins
contato@brmail.info


Conheça a Editora Cristã

0 comentários:

Vídeos

Loading...