Deus e a autoridade instituída



A palavra “autoridade” raramente aparece no Antigo Testamento, apesar do seu conceito estar bastante presente. Essa palavra é usada com mais frequência no Novo Testamento como tradução da palavra grega exousia, e possui pelo menos quatro significados principais: 

(1) Liberdade de decidir ou direito de agir sem impedimento (At 1:7; Rm 9:21). 
(2) Poder, habilidade ou capacidade de completar uma ação (Mt 9:6-8; Mc 6:7; Lc 10:19). 
(3) Mandato, representação ou autorização para executar uma responsabilidade (Mt 21:23; Jo 10:18; At 26:12; 2 Co 10:8). 
(4) E a esfera em que a autoridade é exercida (Lc 20:20, 23:7; Ef 1:21; Cl 1:13). A maioria das ocorrências indica a influência e condução por líderes em virtude de seus cargos, tais como os magistrados civis (Tt 3:1).

A autoridade é um princípio fundamental, especialmente para a vida cristã. Deus criou os homens para viverem sob a Sua autoridade, assim como sob a autoridade daqueles que, por Ele, foi instituída. Quando os homens escolhem viver de modo independente, pecam. Este é um resumo simples da queda humana em Gênesis 1-3. Essa porção da Escritura ilustra a tendência do homem, movida pelo orgulho, de viver independente da autoridade de alguém e estabelecer para si mesmo o seu caminho.
Adão e Eva receberam a liberdade para comerem de toda árvore no Éden, menos da árvore do conhecimento do bem e do mal (Gn 2:15-16). Deus proibiu comerem daquela árvore específica. A eles, portanto, cabia a obediência. Contudo, descredibilizaram a autoridade de Deus e das suas leis, sendo tentados por Satanás e, finalmente, conheceram uma das características mais expressivas do pecado: a autonomia. Eles pecaram quando fizeram de si mesmos autoridade final, e para si mesmos as regras da vida a parte de quem Deus era e do que havia orientado.
Infelizmente há um modo sutil e tolerável em nossos dias, em que esse pecado contra a autoridade de Deus se repete: quando demonstramos desrespeito e resistência a autoridade humana. A Bíblia é clara ao dizer que toda autoridade humana procede e é instituída por Deus, e que opor-se a ela é resistir à ordenação do próprio Deus (Rm 13:1-2). Por exemplo: 

(a) A criança deve obedecer a seu pai (Ef 6:1); 
(b) O empregado deve obedecer o seu patrão (Ef 6:5; Cl 3:22; Tt 2:9-10); 
(c) O cidadão deve obedecer os seus governantes (1 Pd 2:13-14); 
(d) A mulher deve obedecer ao seu próprio marido, sujeitando-se como ao Senhor (Cl 3:18); 
(e) E o membro da igreja deve obedecer e honrar seus líderes espirituais (1 Ts 5:12-13; Hb 13:7 e 17). 

Há exceções, é claro! Quando uma dessas lideranças viola a orientação de Deus, que é fonte de toda a autoridade, ela se torna desautorizada e o crente desobrigado de obedecê-la (At 5:29). Porque toda liderança humana está sujeita a autoridade de Deus.
Considerando a clareza bíblica desta verdade, por que é tão difícil respeitar e obedecer as autoridades, por Deus instituídas, sobre as nossas vidas? Primeiro: abusos. A autoridade humana é exercida por homens pecadores, que em muitos casos são guiados por interesses egoístas e insensíveis. Segundo: orgulho. Mesmo quando a liderança exerce a sua autoridade de forma bíblica e adequada, pode sofrer a resistência dos que se julgam superiores para guiá-la ou viverem independentes dela.
Então o que fazer diante disto? Honrar a Deus por aqueles que têm autoridade entre nós. Este princípio se sustenta na sabedoria e propósitos divinos que a instituiu. Ao rebelar contra aqueles que receberam legítima autoridade entre nós, nos rebelamos contra Deus. Por isso, nossos comentários e condutas para com nossos pais, patrões, governantes, maridos e líderes da igreja devem ser revestidos pelo respeito, cuidado, honra e obediência, pois ao fazê-lo, honramos o próprio Deus.
No amor de Deus, nosso Senhor,

Ericson Martins
contato@brmail.info

Meu Perfil no Facebook: clique aqui



3 comentários:

  1. Olá Rev. Ericson

    muito bom o artigo, só não entendi a imagem do guarda-chuvas (?)

    Marco Américo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querido Marco Américo, obrigado! A autoridade instituída por Deus serve como uma proteção àqueles que se submetem a ela. Tive dificuldade para encontrar uma imagem na internet que ilustrasse o texto, e a que encontrei ainda não ilustra muito bem, rsrs. Abraços.

      Excluir
  2. "Eu to entendendo" rrss

    ResponderExcluir

Vídeos

Loading...